Mitos sobre o agachamento

Se eu tivesse que escolher apenas um exercício, sem dúvida escolheria o agachamento. Quem é ou foi minha aluna sabe da minha paixão por esse movimento. Porém, nem todo mundo o vê assim, muitos acham que é um vilão. Por isso resolvi escrever essa série dando algumas dicas sobre o polêmico agachamento para tentar provar que ele não é assim tão mau.

Agachamento serve para todo mundo?

Antes de só falar bem, preciso dizer uma coisa que ouvi de um professor (Ney Pereira) em um curso há muitos anos e nunca esqueci: "não existem exercícios errados, existem pessoas erradas para determinado exercício". Então mesmo o agachamento sendo sim meu "exercício queridinho", existem exceções. Algumas pessoas podem fazer o agachamento, mas sem sobrecarga ou com a sobrecarga nas mãos e não nos ombros. Enfim, cada pessoa é um caso diferente, por isso digo que não existe receita de bolo quando se fala de atividades físicas, emagrecimento, ganho de massa muscular, etc. Amanhã tem mais sobre o agachamento!

Agachamento lesiona a coluna e pode causar hérnia de disco.

Se você por acaso teve a infelicidade de descobrir uma hérnia de disco, não culpe o agachamento por isso, no máximo culpe seu professor por ter se antecipado na prescrição do movimento, não ter corrigido você ou pelo exagero na carga. O que quero dizer com isso: o agachamento não vai te causar uma hérnia ou outra lesão, isso vai depender da realização correta do movimento e de algumas outras variáveis. Exemplo:

  1. Fortalecimento da musculatura da cintura pélvica, lombares e core ineficiente. Muitas vezes os músculos estabilizadores do tronco e quadril são totalmente ignorados, no máximo o abdome ganha atenção com alguns poucos exercícios, causando falta de equilíbrio nas forças musculares.

  2. Falta de progressão de treino. Como na vida, tudo tem seu tempo e se você ou seu professor decide que já pode fazer agachamento com uma barra livre nas costas, deve existir preparação ou progressão de treino antes. Isso também serve para a carga utilizada.

Agachamento não é indicado para quem tem problemas de joelho.

Uma das observações mais frequentes nos joelhos femininos é a condromalácea patelar ou síndrome patelo-femural, causada principalmente pelo fato do quadril das mulheres serem mais largos que os masculinos, alterando o posicionamento das coxas e resultando num desvio postural chamado "joelhos valgos" ou "joelhos em x". Com o tempo, a falta de atividades de fortalecimento e de alongamento específicos, essa posição alterada dos joelhos acaba "puxando" a patela (ossinho do joelho) para a lateral, causando desgastes tanto na cartilagem, como no próprio osso, o que pode resultar em dor. Como esse é um problema muito comum em mulheres, resolvi falar um pouco sobre a polemica "agachamento x condromalácea", é contra indicado? Inicialmente não. Caso você tenha descoberto que possui condromalácea, mas ainda está num estagio inicial, não sente dores ou sente esporadicamente, o agachamento pode ser sim seu grande aliado. Mas se você já está em um estágio mais avançado e sente dores realizando praticamente qualquer atividade diária, talvez não seja o exercício mais indicado.

    Só pode fazer o agachamento quem é avançado nos exercícios físicos.

    O agachamento é um movimento natural do dia a dia, afinal você senta e levanta todos os dias da cama, da cadeira do escritório, do sofá, etc. Então só quem é avançado pode fazer o agachamento? Lógico que não. Porém isso depende do tipo de agachamento, da complexidade do movimento e da carga que será aplicada ao exercício. Quem nunca fez nenhuma atividade física e entra numa academia por exemplo, pode fazer um agachamento sentando e levantando do banco. Provavelmente essa não será a melhor opção para a melhora da força muscular, pois esse é um movimento comum no dia a dia de praticamente todas as pessoas, mas se você acrescentar uma sobrecarga como simples halteres nas mãos, a intensidade do movimento aumentará, causando mudanças fisiológicas e melhorando a força. A melhor maneira de saber qual a carga e o momento de acrescentar esse exercício na rotina de treino é conversando com um profissional da área, ok?

     

    Bride Fit

    Bride Fit, São Paulo SP, Brasil

    A Bride Fit é uma empresa de personal trainers especializada em atender noivas. Nossa missão é ajudar a realizar o sonho da noiva que deseja casar na sua melhor forma física, sentindo-se linda, confiante e confortável no dia do seu casamento, usando o vestido mais importante da sua vida: o de noiva!